Duplas prevêem batalha para ir a Pequim

O vôlei de praia brasileiro tem tanta força que as duplas femininas encaram o circuito mundial como uma mini-Olimpíada particular entre elas, de tão difícil que será a disputa pelas duas vagas do País para os Jogos de Pequim. Ontem, em São Paulo, Ana Paula e Leila, duas musas vindas do vôlei de quadra (cada uma tem um bronze olímpico), agora com novas parceiras, disseram que vão encarar o desafio. Ana Paula ficará com Shelda (dona de duas pratas olímpicas com Adriana Behar, que se aposentou). Leila fará dupla com Sandra (ouro olímpico com Jaqueline em Atlanta/96).Calculam que terão de ganhar das rivais 8 das 11 etapas do circuito mundial. E vão perseguir principalmente Talita e Renata, dupla mais consolidada, que já tem pontos no ranking. Juliana e Larissa, 1.200 pontos à frente das concorrentes, estão praticamente garantidas. "Nenhum país vai ter uma briga interna tão acirrada", diz Leila.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.