Eamon Sullivan pede rejeição a recordes

O australiano Eamon Sullivan pediu para que a Federação Internacional de Natação (Fina) não faça a homologação dos recordes mundiais de Alain Bernard, nos 100 m livre (46s94), e Frédérick Bousquet, nos 50 m (20s94). As marcas foram conquistadas com maiôs ainda não aprovados pela entidade. "Espero que a Fina regule a espessura, o material e as qualidades de flutuação dos trajes de banho", disse o nadador, antigo detentor das marcas mundiais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.