Eleição na CPB causa polêmica

Os atletas que ganharam medalhasnos Jogos Paraolímpicos de Atenas, em 2004, reclamam o pagamento de um prêmio em dinheiro que teria sido prometido pelo Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB). O presidente do CPB, VitalSeverino Neto, acha que o assunto só veio à tona por causa daeleição na entidade, no dia 28. "Não tenho dúvida. Isso tem a ver com o processoeleitoral", afirma Severino, que é apoiado por uma das quatroentidades que formam o colégio eleitoral - a ABDC (cegos). A oposição, com apoio da Abradecar (cadeirantes), Ande(deficientes físicos) e Abiden (deficientes mentais), lançou ocandidato José Amaury Russo e pedirá que o Ministério Públicoacompanhe a eleição. "O presidente está em situação de isolamento. Não ouveo Conselho Deliberativo e faz despesas altas, com as quais nãoconcordamos", diz Adilson Pereira Ramos, da Abiden. "Nenhumdeles é portador de deficiência", rebate Severino, que é cego.

Agencia Estado,

11 de fevereiro de 2005 | 19h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.