Marcio Fernandes/Estadão
Marcio Fernandes/Estadão

Eleição presidencial da Federação Paulista de Ginástica é remarcada para 17 de dezembro

Pleito, que tem Roseane Zanetti como candidata, foi adiado após ação judicial

O Estado de S. Paulo

05 de dezembro de 2016 | 13h08

A eleição presidencial da Federação Paulista de Ginástica (FPG) para o quadriênio 2017/2020, que estava agendada para 3 de dezembro, foi remarcada para o próximo dia 17, às 10h30. O adiamento é decorrente de uma decisão judicial após ação impetrada pelo presidente do Conselho Fiscal, Marcelo Favalli, e pela vice-presidente da FPG, Ana Paula Adami, que concorre ao cargo pela chapa "Unidos pela Ginástica".

O atual presidente da FPG, Márcio Tadashi Ishizaki, é acusado pelos autores do processo de deixar de "fornecer as informações pertinentes às pendências financeiras e administrativas dos filiados". Esses dados são fundamentais para que os associados tenham direito a voto no pleito, assim como estejam filiados à FPG há pelo menos dois anos e tenham participado de ao menos um evento competitivo.

Juiz da 43ª Vara Cível do Foro Central de São Paulo, Miguel Ferrari Junior, estabeleceu 48 horas de prazo para que o presidente da FPG apresentasse o conteúdo detalhado e ainda suspendeu a Assembleia Geral designada para a votação.

"Se essas pendências são desconhecidas na antevéspera da eleição, o efeito dessa omissão será o descarte de eleitores, com prejuízo incontestável para a transparência e o conteúdo democrático do pleito. Essa decisão judicial não prejudicará ninguém, pelo contrário, beneficiará a todos os envolvidos, com o acréscimo de transparência, legitimidade e de legalidade", disse Ana Paula Adami.

Em sua página no Facebook, a chapa "Gestão e União" - liderada por Roseane Zanetti, mãe do ginasta Arthur Zanetti, medalhista de ouro nas argolas na Olimpíada de Londres-2012 e de prata na Rio-2016 - acatou a decisão judicial, mas não omitiu sua opinião após o adiamento da eleição presidencial. 

"Uma decisão judicial não se discute, cumpre-se! Só não entendo para quê? Se o nosso Estatuto foi atualizado e registrado em junho de 2015, com todas as diretrizes da Assembleia Eletiva. Se todos fomos informados dia 11 de novembro por correspondência com AR. Se os clubes foram regularizando suas pendências e chegamos a contagem (não nominativa) de que somos 39 filiados, 8 com filiação menor de 2 anos, 5 com pendências econômicas ou documentos e 26 já regularizados e com as cartas prontas!", escreveu.

Tudo o que sabemos sobre:
GinásticaArthur Zanetti

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.