Elias celebra 1º gol pelo Atlético-MG e projeta: 'Que seja o primeiro de muitos'

Com um lindo chute de fora da área, o volante Elias marcou o seu primeiro gol pelo Atlético-MG na vitória por 4 a 0 sobre o Tupi, na noite desta segunda-feira, no estádio Independência, onde ajudou a sua equipe a recuperar a liderança isolada do Campeonato Mineiro, agora com sete vitórias em sete jogos disputados.

Estadao Conteudo

14 de março de 2017 | 11h54


Após o confronto, Elias não escondeu a alegria por ter balançado as redes pela primeira vez. "É uma alegria enorme fazer o primeiro gol, um belo gol, ainda mais com o time jogando bem e fazendo 4 a 0 com todo mundo jogando bem. Fico feliz e espero que seja o primeiro gol de muitos", projetou o jogador.


Após o gol, Elias foi "presenteado" com vários tapas na cabeça pelos companheiros de equipe, em comemoração irreverente da equipe, fato com o qual o volante brincou ao fim do jogo. "Espero tomar muito mais tapas por este motivo", disse, sorrindo.


Elias também lembrou que o gol foi o prêmio que recebeu por ter exibido a sua vocação ofensiva, que ele consagrou principalmente nos seus tempos de Corinthians e também foi vista em sua passagem pelo Flamengo. E a execução da função de quem aparece como elemento surpresa ao vir de trás para auxiliar o ataque havia sido cobrada pelo técnico Roger Machado.


"O primeiro gol sempre é inesquecível, ainda mais que foi um grande gol, dentro da minha característica. O Roger me pediu isso hoje (segunda), então, me soltei mais. A equipe está crescendo e encontrando o caminho. Hoje, todo mundo se ajudou e, quando todo mundo joga bem, as coisas ficam mais fáceis", completou Elias.


ROGER EXALTA ATUAÇÃO - Roger, por sua vez, exaltou o "volume de jogo muito grande" apresentado pela sua equipe na goleada sobre o Tupi, contra o qual o treinador disse que promoveu a entrada do habilidoso Cazares no lugar de Danilo com o objetivo de abrir mais espaços diante de um adversário fechado em sua defesa.


"Nos outros jogos em casa em que o adversário se fechou bem e não nos permitiu espaço, principalmente dentro do seu campo, eu estava abrindo a equipe da mesma forma no segundo tempo. Hoje (segunda), resolvi fazer desde o começo para que a gente construísse a nossa vantagem, abrisse o placar no primeiro tempo, como aconteceu. A questão de deixar o time mais leve é justamente perder um pouco a capacidade de tomar a bola do adversário. Quero repetir essa escalação, mas vai depender do adversário e se o jogo é dentro ou fora de casa. Mas, de toda forma, foi muito bem de um modo geral", elogiou o comandante, em entrevista coletiva.


LUAN - Roger também festejou o bom retorno do atacante Luan, que fez a sua estreia nesta temporada apenas nesta segunda-feira depois de ficar afastado por motivo de lesão. "Já haviam me alertado que a torcida começaria a chamar o nome do Luan. Ele tem um carisma muito grande com o torcedor porque se entrega até a última gota quando está em campo. Colocá-lo para jogar foi bastante especial porque vem de um período de inatividade e a gente vai construindo esse lastro físico que ele precisa para ter essa intensidade durante os jogos. Foi bom, ele contribuiu dentro do processo ofensivo e pressionando. Ele vai ser muito importante porque consegue ter um momento ofensivo forte, principalmente servindo de ponte para o (Marcos) Rocha chegar à linha de fundo e construir a jogada ofensiva, e se organiza rapidamente na retomada", analisou.


Luan, por sua vez, ficou feliz com o seu retorno, no qual voltou a mostrar a habitual raça e entrega constante em todos os setores do campo. "Tentei correr um pouquinho. Não é isso que o Roger gosta, de ir buscar a bola no pé do volante, mas para eu pegar ritmo é só fazendo isso mesmo. Consegui fazer algumas jogadas, inclusive a bola do quarto gol, toquei para o Moura e sobrou para o Elias. Errei algumas jogadas, mas faz parte, não tenho medo de jogar e sempre vou jogar assim, vou buscar o jogo, não vou me esconder da partida. Agora, é pegar ritmo, voltar à minha melhor forma física e ajudar o Galo a ser vitorioso esse ano", projetou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.