Divulgação
Divulgação

Eliminado, Penalber usa Rafaela Silva como exemplo

Para Victor, reviravolta da judoca após desclassificação na Olimpíada de Londres é inspiradora

DEMÉTRIO VECCHIOLI, Agência Estado

29 de agosto de 2013 | 13h42

RIO - Victor Penalber e Rafaela Silva têm suas histórias ligadas. Os dois foram medalhistas em Mundial nas categorias de base, lutavam diante de família e amigos no Rio, cidade natal de ambos, e competem pelo mesmo clube, o Instituto Reação. Mas o resultado deles no Maracanãzinho foi muito diferente. Ela foi campeã na quarta-feira, enquanto ele chegou ao Mundial como primeiro colocado do ranking e, nesta quinta, sequer se aproximou da briga por medalhas.

Agora, Victor Penalber usa Rafaela Silva como inspiração. Afinal, ela também passou por uma enorme frustração, quando aplicou um golpe ilegal e foi desclassificada nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012, e se redimiu com o título mundial no Rio.

"O exemplo dela é fundamental. Não só para mim, como para todos nós da seleção. Ela sofreu um monte de crítica injusta e voltou mais forte depois de Londres. É o exemplo que eu quero seguir", disse Victor Penalber, logo após deixar o tatame do Maracanãzinho eliminado pelo francês Loic Pietri.

Assim como aconteceu com Rafaela no ano passado, Victor Penalber também saiu muito frustrado da competição nesta quinta-feira. "É um sonho que foi tirado da gente. Tudo o que a gente sonhou está em pedaços. Eu colocava a cabeça no travesseiro todo dia sonhando em estar no lugar mais alto do pódio", contou o judoca da categoria até 81kg.

Na área de entrevistas do Maracanãzinho, ele não cansou de repetir o erro que lhe eliminou nas oitavas de final do Mundial. "Eu não podia ter tirado a mão esquerda. Eu sabia que era o golpe forte do atleta e usava minha mãe esquerda para atrapalhar. Mas ele soube tirar a minha mão com o ombro, me desequilibrou e entrou por baixo", contou.

Victor Penalber, de apenas 23 anos, prometeu não baixar a cabeça. "Eu sonhava coisa diferente. Agora é estudar os erros e continuar treinar treinando forte. Bola para frente. Tenho que absorver a queda", disse o judoca brasileiro.

Tudo o que sabemos sobre:
judôVictor PenalberRafaela Silva

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.