Eliminado por Tsonga na 1ª rodada, Bellucci faz alerta para 2016

Brasileiro fez boa partida, mas levou a virada. Ele afirmou que o País não tem uma geração para brigar por medalha no Rio

O Estado de S.Paulo

30 de julho de 2012 | 03h02

TÊNIS

Apesar de ter feito uma boa partida e dificultado a vida do número 6 do mundo, o brasileiro Thomaz Bellucci foi eliminado já na primeira rodada das Olimpíadas de Londres e manda um recado duro: hoje, o Brasil não tem uma geração de tenistas que possa disputar uma medalha nos Jogos de 2016, no Rio de Janeiro.

Bellucci perdeu ontem para o francês Jo-Wilfried Tsonga. Mas o brasileiro não deixou de surpreender e até ameaçar. Ele chegou a vencer o primeiro set 6/7 (5-7), virando no tie-break.

No segundo, veio a reação do francês (6-4). Bellucci teve a chance de abrir 2 a 0 no terceiro set. Mas não conseguiu se impor e acabou sendo derrotado. "Foi um jogo muito equilibrado, decidido nos detalhes", lamentou.

Bellucci optou por atuar no fundo da quadra para tentar a equilibrar o jogo. Mas admitiu que teve dificuldades para responder aos saques do francês. Apesar da derrota, o tenista disse que estava mais preparado em Londres que em Pequim-2008. Mas justificou que não teve sorte na definição dos adversários. "Eu representei bem o Brasil. Mas não tive sorte no sorteio", disse. Bellucci também se queixou da grama escorregadia e revelou que jogou no sacrifício. Um dia antes, havia torcido o joelho ao escorregar no mesmo piso.

Jogos do Rio. "O apoio hoje no Brasil ao esporte é melhor que há dez anos. Mas sem apoio financeiro, é difícil", disse o tenista, que diante de seus resultados ruins no início do ano, só foi para Londres por que foi convidado. Ironicamente, depois do convite, passou a jogar melhor, ganhou torneios e subiu 40 posições no ranking da ATP.

Depois do jogo, Bellucci fez um alerta sobre a necessidade de o Brasil se preparar para 2016. "O tênis tem muito a crescer. Temos poucos jogadores com chance de medalhas em 2016 no Rio", disse. "Se ainda estiver jogando, espero atuar em 2016."

Com a derrota, as chances de medalha do Brasil no tênis ficam limitadas à dupla masculina Bruno Soares e Marcelo Melo - eles estão na segunda fase do torneio. Bellucci já havia perdido no sábado no torneio de duplas./ Jamil Chade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.