Elite da polícia preparada para clima de guerra

O clássico europeu se tornou uma dor de cabeça para os organizadores, que enviaram para Bloemfontein tropas de elite da polícia, enquanto os torcedores desembarcam em massa na cidade. No último enfrentamento entre as duas seleções, que ocorreu na Euro-2000, 500 pessoas foram presas e as ruas de Charleroi, na Bélgica, se transformaram em uma zona de guerra.

, O Estado de S.Paulo

27 de junho de 2010 | 00h00

Jermaine Craig, porta-voz do Comitê Organizador, indicou que a partida será acompanhada também pelas polícias de Alemanha e Inglaterra. Sally de Beer, porta-voz da polícia nacional sul-africana, afirmou que a segurança das equipes é considerada como "alta prioridade" e disse que o esquema de proteção foi reforçado.

Bloemfontein é uma das sedes mais modestas da Copa, com

um estádio com capacidade para 45 mil pessoas. Nos últimos dias, a região marcada pela produção de trigo e milho foi invadida por torcedores, para a alegria dos comerciantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.