AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Elogio a Baco fecha 28ª edição dos Jogos

Uma festa de Baco, para comer, beber, dançar e cantar. É esse o clima que os gregos querem passar aos espectadores no Estádio Olímpico e aos milhões de telespectadores da cerimônia de encerramento da Olimpíada de Atenas na noite deste domingo (às 15h15 do Brasil), sob a magia da lua cheia. Dimitrius Papaioannou, diretor artístico também da cerimônia de abertura, quando trabalhou com o tema da celebração da humanidade, declarou que neste domingo a idéia é de um encerramento "mais humano", como um convite de celebração à moda grega, com o jeito de seu povo. "Será um mosaico colorido, uma compilação de festas típicas das várias regiões do país, como as pessoas aparecendo como rios de energia se encontrando." Também foi programada a participação de 100 koudounatoi, para o ritual de Baco, e a performance de 60 dançarinos de "pontos", uma dança grega que consideram das mais fortes, que terá ligação no gramado com o trigo, matéria-prima para a fabricação de pão e também de muito simbolismo para os povos de todo o mundo. Então haverá a cerimônia de premiação dos vencedores da maratona, antes da entrada das bandeiras de todas as delegações e a chamada de sete cantores gregos para todos dançarem. Esquema - Os atenienses estão preocupados com o trânsito neste domingo, que juntará a maratona no início da noite com a chegada de milhares de pessoas ao Estádio Olímpico. Um esquema de trânsito monstruoso foi acionado, com indicações precisas sobre ônibus que levam à largada da maratona e ainda para se ir à cerimônia de encerramento. Todos os avisos pressupõem estar nos locais com pelo menos duas horas de antecipação. A segurança será mais uma vez redobrada, com revista rigorosa para se entrar no Parque Olímpico. E espera-se que tenha sido melhorado o esquema de saída do público, depois da confusão após a cerimônia de abertura, quando os portões e os voluntários não foram suficientes para dar rápida vazão à multidão que saía do estádio. Misturaram-se pessoas sem crachá em áreas onde não eram permitidas.

Agencia Estado,

29 Agosto 2004 | 12h15

Mais conteúdo sobre:
olimpíadas 2004 olimpíadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.