Daniel Zappe/CPB/MPIX
Daniel Zappe/CPB/MPIX

Em 3º duelo, André Brasil e Phelipe Rodrigues vão à final dos 100m borboleta

Brasileiros têm travado disputa interessante no Mundial Paralímpico de Natação

Rafael Franco, enviado especial à Cidade do México, O Estado de S.Paulo

06 de dezembro de 2017 | 16h42

Depois de terem travado disputas em que cada um levou a melhor sobre o outro por uma vez neste Mundial Paralímpico de Natação, na Cidade do México, André Brasil e Phelipe Rodrigues voltaram a cair na piscina em uma mesma prova nesta quarta-feira. E os dois brasileiros avançaram à final dos 100 metros borboleta na categoria S10 nas eliminatórias da prova na Piscina Olímpica Francisco Marquez, mesmo palco da modalidade na Olimpíada de 1968.

+ Daniel Dias leva 5º ouro, Brasil atinge 27 medalhas e já faz seu melhor Mundial

Dono de quatro ouros até aqui neste Mundial, André cravou o quarto melhor tempo do qualificatório, enquanto Phelipe avançou com a sexta marca mais rápida. O brasileiro Gabriel Souza, por sua vez, também assegurou lugar na disputa por medalhas com a sétima posição, mas enquadrado nesta disputa como nadador da categoria S8 - o jovem de 22 anos, que perdeu todo o braço esquerdo ao cair de um trem em movimento quando era criança, disputa na capital mexicana o seu primeiro Mundial.

Antes deste avanço na eliminatória desta quarta, Phelipe Rodrigues superou André Brasil na final dos 50m livre na categoria S10 do Mundial Paralímpico quando liderou uma dobradinha de ouro e prata para o País. Logo em seguida, porém, André "deu o troco" no compatriota na decisão dos 100m livre da mesma classe, no último domingo.

Essa decisão dos 100m borboleta está marcada para começar às 23h29 (de Brasília) desta quarta-feira, quando ocorrerá uma série de outras provas que valerão medalhas. Uma delas terá a presença de Felipe Caltran, que pela manhã fez o quinto melhor tempo na eliminatória dos 100m costas da classe S14.

Outro nadador do País que estará presente em uma final da noite desta quarta será Talisson Glock, que cravou o segundo melhor tempo das duas baterias eliminatórias dos 50m borboleta. Já Luis Antônio Silva terminou em nono no geral e acabou ficando fora da luta por medalhas.

Entre as mulheres, por sua vez, a paulista Raquel Viel avançou com o quarto melhor tempo das eliminatórias para a final dos 100m peito na classe SB12.

As finais desta quarta-feira começam às 22h08 (de Brasília), justamente com Raquel Viel na luta por uma medalha nos 100m peito. E a última das finais da noite ocorrerá às 0h30 de quinta (20h30 de quarta no horário do México), quando Daniel Dias voltará a cair na piscina para buscar o seu sexto ouro neste Mundial e o 30º em sua gloriosa história de participações na competição. O astro vai integrar a equipe brasileira do revezamento 4x100m medley masculino 34 pontos (somatória dos números das classes de cada nadador) nesta disputa.

Tudo o que sabemos sobre:
Phelipe RodriguesNatação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.