Em 4º lugar, Vasco tem água cortada

A campanha do Vasco é boa, embora irregular nas últimas rodadas. Ocupa a 4.ª posição, mas ainda assim convive com instabilidade no departamento de futebol, tanto que o técnico Cristóvão Borges pediu demissão na semana passada. Outro exemplo da intranquilidade do clube foi revelado pelo jornal Extra: a água de São Januário foi cortada por falta de pagamento.

O Estado de S.Paulo

19 de setembro de 2012 | 03h06

A dívida do clube com a Cedae, empresa que fornece o serviço, chega a R$ 1,3 milhão, de acordo com o diário carioca. A direção não confirma esse número, e o departamento jurídico trabalha para contestar a decisão do corte. Enquanto isso, os serviços essenciais estão sendo abastecidos por caminhões-pipa. Banheiros, vestiários e bares do clube passam por problemas e o mau cheiro prevalece em boa parte do estádio.

No Fluminense, Wagner treinou normalmente e pode jogar sábado, contra o Náutico, em Volta Redonda. Depois da atividade, nas Laranjeiras, o meia não teve dores no tornozelo direito. Deco, também recuperado de lesão, se saiu bem no treino e está cada vez mais próximo da volta ao time. Edinho, suspenso, deverá ser o único desfalque.

Com três jogadores a serviço da seleção brasileira (Wellington Nem, Carlinhos e Thiago Neves), Abel Braga aproveitou o treino para observar jogadores que não tiveram muitas oportunidades até agora, como o lateral-esquerdo Carleto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.