Em boa fase, Fluminense enfrenta o Bangu para ampliar invencibilidade

Invicto há sete jogos e em seu melhor momento na temporada, o Fluminense enfrenta o Bangu nesta quarta-feira, às 19h30, no estádio Edson Passos, em Mesquita (RJ). O jogo marca a abertura da quarta rodada da Taça Guanabara, do Campeonato Carioca, e pode colocar o time tricolor na vice-liderança.

Thiago Rabelo, especial para a AE, Estadão Conteúdo

30 de março de 2016 | 06h20

Nos primeiros jogos, o Fluminense marcou cinco pontos e ocupa a terceira posição, enquanto que o adversário ocupa a lanterna com apenas um conquistado, que foi na última partida contra o Madureira por 2 a 2.

A nova fase tricolor muito se deve a chegada de Levir Culpi. Após um início turbulento, com troca de treinador e saída de Diego Souza, principal contratação da equipe no ano, o time finalmente se encontrou em campo com o novo treinador. Além da classificação para a final da Copa Sul-Minas-Rio, o time também se recuperou no Estadual.

Após o fim da má fase, o grupo projeta evolução na temporada. "O mês de fevereiro tem de esquecer, tirar lições. O momento agora é diferente. É fazer sequência de vitórias para conquistar títulos", disse o volante Pierre, que já havia trabalhado com Levir no Atlético Mineiro.

Sem jogadores lesionados, o treinador não faz nenhuma mudança. A dúvida era Osvaldo, autor de um gol no fim de semana e que deixou o gramado ainda no primeiro tempo. No último treino, porém, ele trabalhou sem problemas e forma o ataque ao lado de Fred e Gustavo Scarpa.

Após demitir Emanoel Sacramento, o Bangu contratou Mário Marques, que estreou no fim de semana, contra o Madureira. Sem Marlon, lesionado, o treinador mantém o mesmo time, com a esperança em Almir, ex-Flamengo e atual vice-artilheiro do Campeonato Carioca, com oito gols.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.