Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Em carta, clubes olímpicos pedem voz no Comitê Olímpico do Brasil

A exemplo dos atletas, clubes querem participar das decisões do COB

O Estado de S.Paulo

04 de dezembro de 2017 | 18h45

Depois da polêmica em torno do aumento da participação de atletas durante a votação do novo estatuto do Comitê Olímpico do Brasil (COB), dez dos principais clubes olímpicos divulgaram uma carta nesta segunda-feira cobrando maior participação nas decisões.

+ Após polêmica, COB remarca assembleia para discutir estatuto

O documento detalha a proposta enviada à Comissão de Esporte da Câmara dos Deputados e encaminhada à Comissão Estatuinte, que estuda as mudanças do Estatuto do COB. 

Após receber uma enxurrada de críticas, o COB marcou para o próximo dia 6 de dezembro uma nova Assembleia Geral Extraordinária para deliberar sobre o estatuto, principalmente sobre a quantidade de atletas que deverão compor a sua assembleia, item que causou polêmica na votação realizada em novembro, na sede da entidade, no Rio de Janeiro.

A principal requisição é a destinação das duas vagas de “membros independentes” a representantes de clubes olímpicos. As entidades também pedem a diferenciação entre clubes olímpicos e clubes sociais.

“Manter os clubes olímpicos fora do COB é negar voz, voto e direito a um dos principais "players” do movimento olímpico, aos quais, até agora, somente foram dadas obrigações. É tempo de se reconhecer a relevância dos clubes no desenvolvimento esportivo do país, pois são eles, efetivamente, os responsáveis por formar, treinar, cuidar e manter os atletas olímpicos, muitas vezes utilizando recursos próprios”, diz parte do texto.

A carta é assinada por Club Athletico Paulistano (SP), Clube Curitibano (PR), Clube de Natação e Regatas Álvares Cabral (ES), Clube de Regatas do Flamengo (RJ), Esporte Clube Pinheiros (SP), Grêmio Náutico União (RS), Hebraica São Paulo (SP), Minas Tênis Clube (MG), Sociedade de Ginástica Porto Alegre/Sogipa (RS) e Sport Club Corinthians Paulista (SP). 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.