Em dia histórico de Phelps, EUA seguem atrás da China

Mesmo com triunfo do nadador, País asiático continua na frente no quadro de medalhas, com quatro ouros a mais

O Estado de S. Paulo

31 de julho de 2012 | 18h56

LONDRES - A Olimpíada de Londres ficará marcada pelo recorde histórico do nadador norte-americano Michael Phelps. Ao conquistar, na sequência, uma medalha de prata nos 200 metros borboleta e uma de ouro no revezamento 4x200 metros livre, ele se tornou nesta terça-feira o recordista em número de medalhas olímpicas, com 19 no total.

Apesar da emoção da conquista histórica de Phelps, os Estados Unidos continuam bem atrás da China no quadro de medalhas. Os dois países fecharam o dia com quatro novos títulos cada um, o que deixa os chineses ainda na frente, com 13 de ouro no total - os norte-americanos estão com nove.

Enquanto os Estados Unidos se destacaram com ouro em duas provas na natação, além do tiro e da ginástica artística, a China conquistou primeiro lugar no levantamento de peso, na natação, na esgrima e nos saltos ornamentais.

Para o Brasil, por sua vez, o dia foi de frustração. Leandro Guilheiro, que era esperança de pódio, perdeu nas quartas de final da categoria até 81kg do judô. Na repescagem, ele caiu novamente e ficou sem medalha. Com isso, o País caiu para a 14ª posição no quadro de medalhas, ainda com uma de ouro, uma de prata e uma de bronze.

Mesmo sob o domínio alemão, que conseguiu duas medalhas de ouro nas provas de hipismo nesta terça-feira, a anfitriã Grã-Bretanha comemorou um pódio com sabor especial. A equipe que finalizou a disputa do Concurso Completo de Equitação (CCE) em segundo lugar contava com Zara Philips, neta da rainha Elizabeth II. Ela foi o primeiro membro da família real britânica a conquistar uma medalha olímpica.

A Eslovênia estreou no quadro de medalhas com um primeiro lugar no judô feminino, categoria até 63kg. O Egito e a Dinamarca também aparecem pela primeira vez no pódio nesta Olimpíada, cada um com uma prata, respectivamente no tiro e na esgrima. O Catar e a Nova Zelândia fecham a lista dos países que ganharam a primeira medalha nesta terça-feira, com bronze no tiro e no hipismo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.