Mario Ruiz/EFE
Mario Ruiz/EFE

Em 'dia ruim', Brasil fica sem medalha de ouro no judô

Dos quatro brasileiros que competiram nesta tarde, três ficaram com bronze e só uma levou prata

Nathalia Garcia, enviada especial, Agência Estado

13 de março de 2014 | 16h09

SANTIAGO - Soberano no judô no continente, o Brasil não conseguiu nenhuma medalha de ouro nesta quinta-feira, no terceiro dia de disputas da modalidade em Santiago, nos Jogos Sul-Americanos. Dos quatro judocas brasileiros que competiram no Chile nesta tarde, três ficaram com bronze e só uma faturou prata.

Na categoria até 70kg, só cinco judocas se inscreveram. Por isso, foi feito um pentagonal, com todas lutando contra todas. Bárbara Timo, número 20 do mundo, estreou perdendo da colombiana Yuri Alvejar, quarta do ranking, mas depois venceu três lutas e ficou com a prata.

Veterano de 30 anos, Eduardo Santos, da categoria até 90kg, decepcionou. Levou ippon do argentino Cristian Schmidt, mas depois venceu um chileno para ficar com o bronze. Estreante na seleção, Gustavo Assis (81kg) até ganhou a primeira luta, mas foi vencido na semifinal por Derian Giraldo, da Colômbia. Na disputa pelo bronze, bateu Alain Aprahamian, do Uruguai.

Por fim, Renata Januário, de 27 anos, nova reserva de Mayra Aguiar na categoria até 78kg, ficou com o bronze ao perder para uma chilena e, depois, vencer por ippon a peruana Mayte Bellota.

Tudo o que sabemos sobre:
judôJogos Sul-Americanos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.