Em final brasileira, Larissa e Talita levam título do Open do Rio

Em final brasileira, Larissa e Talita levam título do Open do Rio

Brasil não conseguiu dominar pódio após derrota no 3º lugar

Estadão Conteúdo

06 de setembro de 2015 | 16h14

Já garantidas na Olimpíada de 2016, Talita e Larissa tiveram neste domingo motivos para comemorar na praia de Copacabana, em um evento-teste para os Jogos do Rio. E numa final brasileira, elas derrotaram Ágatha e Bárbara Seixas por sets a 1, com parciais de 32/30, 18/21 e 15/12, em 1 hora e 11 minutos.

"A temporada está terminando como começou, com chave de ouro. Um dia importante, conseguimos nosso primeiro objetivo que foi a classificação à Olimpíada. Apesar de termos a certeza dentro de nós de que iríamos conseguir, que nosso time foi formado para isso, agora é palpável e real. Estamos nas Jogos Olímpicos e hoje tivemos essa sensação de jogar em Copacabana, com o apoio da torcida", comemorou Larissa.

O título assegurado neste domingo, em uma decisão extremamente equilibrada, foi o sexto de Larissa e Talita no Circuito Mundial de Vôlei de Praia, que é liderado por Ágatha e Bárbara Seixas. O Brasil não conseguiu fazer pódio completo na chave feminina, pois Juliana e Maria Elisa acabaram sendo derrotadas pelas holandesas Marleen Van Iersel e Madellein Meppelink por 2 sets a 0, com parciais de 21/15 e 21/17, em 41 minutos.

MASCULINO

Com as duplas brasileiras tendo sido derrotadas nas semifinais da chave masculina, as parcerias da casa acabaram fazendo duelo caseiro na disputa do terceiro lugar. E Guto e Saymom se deram melhor e faturaram o bronze com a vitória sobre Alison e Bruno Schmidt por 2 sets a 1, com parciais de 21/14, 17/21 e 15/8.

O bronze foi a primeira medalha de Guto e Saymon no Circuito Mundial. "Para mim esse bronze valeu como uma medalha de ouro. Ainda mais por conquistá-la dentro do Brasil. O Alison e o Bruno Schmidt dispensam comentários, são campeões mundiais e meus ídolos. Mas a gente tentou focar no nosso jogo e trabalhar forte, com poucos erros. O Big (Marcelo Carvalhaes), que é pai do Guto, sempre nos fala, e o vôlei de praia de alto nível exige. A amizade com o Guto tem feito a diferença", disse Saymon.

Alison e Bruno Schmidt vinham embalados por cinco títulos do Circuito Mundial, que inclusive lhe renderam a classificação para a Olimpíada. Embora tenha admitido que tenham entrado em quadra desgastados fisicamente, eles preferiram elogiar a dupla adversária pela vitória.

"O cansaço não é desculpa, perdemos dentro de quadra. Os meninos têm todo o mérito, é um time que vem crescendo, evoluindo, buscando o lugar deles. Mas hoje brigamos contra nosso próprio corpo. Tentei fazer o meu melhor, o Bruno teve paciência comigo, mas realmente não conseguimos responder dentro de quadra. Foram cinco finais seguidas, jogando de quarta-feira até domingo. Nosso trabalho foi bem concluído, ganhamos o Campeonato Mundial, classificação aos Jogos, o título do Circuito Mundial está logo ali e jogamos com essa pressão dentro de quadra. Isso é ótimo faltando um ano dos Jogos", disse Alison.

Na final, os letões Aleksandrs Samoilovs e Janis Smedins conquistaram o título do Open do Rio com o triunfo sobre os alemães Lars Flüggen e Markus Böckermann por 2 sets a 0, com parciais de 21/15 e 25/23, em 45 minutos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.