Em jogo com 2 pênaltis perdidos, Oeste vence e deixa o Criciúma fora do G4

O Oeste conseguiu avançar na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro da Série B ao vencer o Criciúma, por 1 a 0, neste sábado à tarde, no estádio José Liberatti, em Osasco, pela sexta rodada. Com o resultado, o time paulista passou a ter oito pontos e ocupar uma posição intermediária, além de impedir que o time de Santa Catarina encostasse nos primeiros colocados, se mantendo com dez pontos. O curioso é que no começo do segundo tempo cada time perdeu uma pênalti, ambos defendidos pelos goleiros.

Agência Estado, Estadão Conteúdo

04 de junho de 2016 | 18h07

Apesar do gramado pesado por causa das chuvas nos últimos dias, o jogo foi bastante movimentado. A condição do campo nem mesmo prejudicou o futebol de toque de bola do Oeste, que mostrou mais volume de jogo, mas só abriu o placar aos 31 minutos. Após cruzamento de Fernando Rodrigues, pelo lado direito, a defesa não cortou na pequena área. Léo Artur dominou a bola com categoria e bateu no canto esquerdo de Luiz.

O Criciúma voltou ao segundo tempo com o meia Alex Maranhão no lugar do volante Douglas Moreira. Mas aos três minutos, houve dois lances de zagueiros segurando atacantes do Oeste e Marcus Vinícius foi derrubado. O árbitro estava perto e marcou pênalti. Na cobrança, Mazinho "cantou" o lado em que ia chutar e Luiz saltou para o canto esquerdo, mandando a bola para escanteio.

Se o ditado diz que "quem não faz toma", quase isso aconteceu com o time paulista. Aos nove minutos, Niltinho entrou na área e foi derrubado por Felipe Rodrigues. Desta vez o pênalti foi para o time catarinense. Elvis foi para a batida e chutou à meia altura. Felipe Alves saltou do lado esquerdo e também mandou para escanteio.

O técnico Roberto Cavalo tentou ganhou mais força com as entradas de João Afonso e Hélio Paraíba nos lugares de Lucas Taylor e Juninho, respectivamente. O Oeste passou a valorizar a posse de bola, na espera de uma chance para marcar o segundo gol e sacramentar a vitória. Não conseguiu ampliar, mas venceu sofrendo pressão nos últimos minutos. Aos 41, Léo Artur chutou de curva e quase surpreendeu Luiz, que deu sorte. A bola tocou na sua trave esquerda e saiu.

Na terça-feira, será disputada a sétima rodada da Série B. O Oeste vai enfrentar o Tupi, em Juiz de Fora (MG), às 19h15. Enquanto isso, o Criciúma receberá o Brasil de Pelotas, no estádio Heriberto Hulse, também a partir das 19h30.

FICHA TÉCNICA

OESTE 1 X 0 CRICIÚMA

OESTE - Felipe Alves; Felipe Rodrigues, Francis e André Castro; Betinho, Danielzinho, Francisco Alex e Mazinho (Maurício); Maurinho, Marcus Vinícius (Matheus Vargas) e Léo Artur. Técnico: Fernando Diniz.

CRICIÚMA - Luiz; Lucas Taylor (João Afonso), Raphael Silva, Nathan e Niltinho; Ricardinho, Douglas Moreira (Alex Maranhão), Roberto e Élvis; Juninho (Hélio Paraíba) e Gustavo. Técnico: Roberto Cavalo.

GOL Léo Artur aos 31 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO).

CARTÕES AMARELOS - Léo Artur e Francisco Alex (Oeste). Roberto, Taphael Silva e Hélio Paraíba (Criciúma).

RENDA - R$ 7.210,00.

PÚBLICO - 709 pagantes.

LOCAL Estádio José Liberatti, em Osasco (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.