Roger Parker/Efe
Roger Parker/Efe

Em Londres, Blatter cobra atrasos da Copa de 2014

Segundo o cartola suíço, não há mais tempo a perder e o Brasil precisa fazer uma grande competição

Jamil Chade - Enviado Especial, O Estado de S.Paulo

26 de julho de 2012 | 12h36

LONDRES - Presentes em Londres para acompanhar os Jogos Olímpicos e também para outros compromissos de suas agendas, Joseph Blatter e Dilma Rousseff se reuniram na manhã desta quinta-feira, 26, em um hotel de Londres, onde o mandatário maior da Fifa voltou a cobrar a presidente do Brasil pelos atrasos nas obras para a Copa do Mundo de 2014.

No encontro com Dilma, o presidente da entidade que controla o futebol mundial deixou claro que existem cidades que ainda estão em uma situação "vermelha", conforme classificou para medir o nível de atraso de suas respectivas obras para o Mundial.

Blatter se reuniu por 30 minutos em Londres com a presidente, indicando que, apesar de fazer elogios sobre o compromisso do governo, chegou a hora de acelerar o processo de preparação. "Falamos sobre os atrasos", resumiu o dirigente ao dizer sobre o teor da conversa com Dilma.

O cartola suíço disse estar confiante na capacidade do País de garantir que as obras estejam concluídas dentro dos prazos necessários, mas insistiu que não há mais tempo a perder. "O Brasil precisa fazer uma grande Copa", destacou.

Já o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, classificou a reunião entre Dilma e Blatter em Londres como "muito construtiva" e ressaltou que o presidente da Fifa demonstrou satisfação com o envolvimento do governo brasileiro neste processo. Rebelo faz parte da comitiva do governo federal na capital inglesa.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.