Em luta conturbada, Casamayor conquista título dos leves

O cubano Joel Casamayor conquistou o título dos leves do Conselho Mundial de Boxe (CMB) ao superar o norte-americano Diego Corrales, em Las Vegas, nos Estados Unidos. A decisão aconteceu após 12 assaltos. Dois juízes deram vitória ao lutador caribenho, enquanto o outro foi a favor do anfitrião. Os árbitros que escolheram Casamayor como o ganhador deram a pontuação de 115 a 112 e 116 a 111. Já Corrales, único boxeador a vencer o brasileiro Acelino "Popó" Freitas como profissional, teve a pontuação de 114 a 113. O cubano soma agora 34 vitórias na carreira contra 40 do adversário. Essa foi a terceira luta entre os dois boxeadores, com dois triunfos para Casamayor. A luta era uma das mais esperadas do circuito, mas Corrales, que disse não ter comido nada nos quatro dias que antecederam o combate, não conseguiu o peso mínimo exigido pela entidade. Na sexta-feira, dia da pesagem oficial, Casamayor subiu na balança com pesou 61,2 kg, enquanto que Corrales apareceu com 63,2 kg - o peso é de 61,2 kg. O norte-americano pediu para que a pesagem fosse adiada e, duas horas depois, ele voltou ainda acima do permitido. Mesmo assim, a luta foi confirmada. Mas se o algoz de Popó superasse o rival, o título dos leves ficaria vago. "Sabia que eu tinha vencido, mas é um pouco preocupante quando a decisão vai para as cartas", disse o novo campeão."Penso que eu fiz um bom combate, mas como posso vencer alguém que ficou fugindo?", reclamou Corrales, que foi multado em US$ 240 mil pela Comissão Atlética do Estado de Nevada, valor que corresponde a 20% do valor de sua bolsa para a luta (US$ 1,2 milhão), por não lutar no peso certo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.