Em Mar del Plata, surge uma nova geração

Atletas como Vitor Benite, Rafael Hettsheimeir, Rafael Luz e Augusto Lima não sentiram o peso da pressão na Argentina

Valéria Zukeran, O Estado de S.Paulo

11 de setembro de 2011 | 00h00

Alguns deles imaginavam defender o País na Olimpíada de 2016, mas já no Torneio Pré-Olímpico de Mar del Plata, atletas como Vitor Benite e Rafael Hettsheimeir têm chamado a atenção da torcida brasileira junto com outros jovens como Rafael Luz e Augusto Lima. É a nova geração do basquete já mostrando serviço.

Hettsheimeir foi um dos destaques no jogo no qual o Brasil venceu a Argentina, ao marcar com sucesso o principal pontuador da equipe, Luis Scola. Não faltaram curiosos dispostos a levantar sua história, que ele mesmo conta. "Comecei jogando na minha cidade, Araçatuba, mas apareci nacionalmente no COC/Ribeirão Preto", relembra.

Em 2005 surgiu a oportunidade de jogar no basquete espanhol, onde está até hoje. Atualmente defende o time do CAI Zaragoza. É casado e aguarda o nascimento do filho, ou filha, para abril. "Jogar no exterior me ajudou bastante, pois a Liga ACB (Espanha) conta com grandes jogadores." Augusto também foi cedo para a Espanha e atua na equipe do Unicaja.

Há um ano Vitor Benite sonhava em disputar os Jogos do Rio, mas a possibilidade se tornou mais real com o chamado de Ruben Magnano. Em quadra, mostrou personalidade, como no jogo contra Porto Rico, quando marcou 11 pontos. "Trabalhei forte na pré-temporada para estar preparado quando a oportunidade de atuar chegasse." Tanto Hettsheimeir quanto Benite reconhecem que o desempenho tem muito da convivência com Magnano e a ajuda dos atletas mais experientes da equipe.

Dinastia. Rafael Luz tem basquete no DNA. É filho de Nelson Luz, o Morto, e irmão de Cintia, Helen (campeã do Mundial da Austrália/1994) e Silvinha (medalha de prata olímpica em Atlanta/1996 e bronze em Sydney/ 2000). Naturalizado espanhol - atualmente joga no Lecetum Alicante - poderia defender a equipe que já foi campeã mundial, mas preferiu o Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.