Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Em Miami, replay é utilizado pela primeira vez no tênis

A norte-americana Jamea Jackson escreveu, nesta quarta-feira, seu nome na história do tênis ao se tornar a primeira jogadora do mundo a protestar contra a decisão do árbitro e utilizar as imagens de um telão digital para esclarecer o lance.A jogada aconteceu pela primeira rodada do Torneio de Miami, na quadra central, no primeiro ponto do segundo set, quando Jackson, que enfrentava a sua compatriota Ashley Harkleroad, solicitou o auxílio do replay para verificar o local exato onde a bola sacada por ela havia batido.O árbitro recorreu a um juiz de cabine, que verificou as imagens no telão e viu que a bolinha havia saído, o que mostrou que Jamea estava errada, pois ela afirmava que a bola havia sido dentro.Cada tenista pode recorrer ao auxílio do replay por duas vezes em cada set. Caso a reclamação seja comprovada pelas imagens, o jogador continua tendo mais duas chances de reclamar. Mas se o pedido mostrar que o atleta estava equivocado, ele perde uma dessas chances.Jamea venceu Ashley por 2 a 1, com parciais de 7/5, 6/7 (3/7) e 7/5. Ainda nesta quarta-feira, pela primeira rodada do Torneio de Miami, a argentina Mariana Diaz-Oliva derrotou a porto-riquenha Kristina Brandi por 2 a 0, com parciais de 6/4 e 6/0. Também por 2 a 0, a chinesa Sun TianTian bateu a norte-americana Angela Haynes, parciais de 6/2 e 6/4. Já a checa Zuzana Ondraskova eliminou a venezuelana Maria Vento-Kabchi, por 2 a 1 (3/6, 6/3 e 7/5).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.