Divulgação
Divulgação

Em Minas, Cielo testa preparação após nova mudança de técnico

Nadador participa do Torneio Metropolitano em Belo Horizonte

Estadão Conteúdo

05 Março 2015 | 17h37

Cesar Cielo vai cair na piscina do Minas Tênis Clube, nesta sexta-feira, para primeira testar, em competição, os efeitos de mais uma mudança na sua comissão técnica. Há pouco mais de um mês, o campeão olímpico montou um grupo multidisciplinar, com seis profissionais, entre eles o técnico Arilson Silva.

O nadador, entretanto, continua como atleta do Minas Tênis Clube, dividindo seus treinos entre a capital paulista, no Centro Olímpico, e Belo Horizonte. Por conta do compromisso com os mineiros, precisa participar do Torneio Metropolitano Infantil a Sênior, que vai até sábado.

"É o início de um trabalho juntos, estamos nos conhecendo e coletando o máximo de dados possíveis para, mais para a frente, ter uma experiência e uma bagagem de informações que possa ajudar nessa temporada do Mundial. Experimentando algumas formas de treinamento novas, coletando dados e, pelos resultados que vamos ter nesse primeiro momento, poderemos avaliar como vai seguir a preparação, pensando no Mundial", comenta Cielo.

O Torneio Metropolitano também vai marcar a estreia de Kaio Márcio, Daiane Becker e Alan Vitória, todos de seleção brasileira, como atletas do Minas Tênis Clube. Kaio, que já foi recordista mundial, treinava sozinho na Paraíba. Daiane veio do Curitibano e Alan estava no Botafogo, que também perdeu Alessandra Marchioro, para a Unisanta.

MAIS SELEÇÃO

Boa parte da elite da natação brasileira vai nadar, entre sexta e domingo, no Aberto do Mediterrâneo, tradicional competição de Marselha (França). Estarão lá Brandon Almeida, Bruno Fratus, Guilherme Guido, Henrique Rodrigues, Leonardo de Deus, Matheus Santana, Marcos Macedo, Nicholas Santos, Nicolas Oliveira, Daiene Dias, Daynara de Paula, Etiene Medeiros, Graciele Herrmann, Joanna Maranhão e Larissa Oliveira.

Mais conteúdo sobre:
natação Cesar Cielo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.