Em Olimpíadas, domínio até Atenas-2004

A participação discreta nos Jogos do Rio não faz jus ao histórico esportivo vencedor dos argentinos. O Brasil só ultrapassou seus vizinhos em medalhas olímpicas nos Jogos de Atenas, em 2004. Até então, os hermanos estavam na frente. Hoje, o Brasil ostenta 16 medalhas de ouro, contra 15 deles. No total, 76 a 60 para os brasileiros. Mesmo com a crise técnica de craques como Guillermo Coria e Gaston Gaudio (que decidiram o título de Roland Garros em 2004), a Argentina consegue manter 13 tenistas entre os top 100 do ranking mundial. O melhor brasileiro é Flávio Saretta, no posto 139 da lista - está atrás de 15 argentinos. No feminino, há duas argentinas entre as top 30: Gisela Dulko e Paula Suarez. A melhor brasileira é Letícia Sobral, número 161.No basquete, os argentinos faturaram a medalha de ouro em Atenas e emplacaram 5 jogadores na última temporada da NBA. Dois deles, Manu Ginobili e Fabrício Oberto, foram campeões da última temporada com o San Antonio Spurs.O futebol amargou recentemente a derrota para o Brasil na final da Copa América. Mas, nas categorias de base, os hermanos dominam. São os atuais campeões olímpicos, e estão na final do Mundial sub-20, que se disputa no Canadá. O Boca Juniors é o atual campeão da Libertadores, e pode se tornar o primeiro time do mundo tetracampeão mundial, se vencer o Milan no Japão. No boxe, enquanto falamos de Eder Jofre, Miguel de Oliveira, Popó e Sertão, o Luna Park já viu 25 campeões mundiais em ação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.