Davud Gray/Reuters
Davud Gray/Reuters

Pesquisa por celular indica que brasileiros mudaram de opinião sobre Olimpíada

Segundo levantamento, cerimônia de abertura foi marco para pessimismo sobre evento diminuir

Gustavo Zucchi - ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S. Paulo

24 Agosto 2016 | 10h00

A Olimpíada mudou a opinião do brasileiro. Se antes a maioria da população era contrária à realização do evento, após as competições começarem o que antes era indesejado passou a ser motivo de orgulho. Pelo menos é isso que indica a pesquisa realizada por um aplicativo para smartphones. Segundo o levantamento, não oficial, feito entre os dias 10 e 12 de agosto, 36% dos entrevistados acham que os Jogos foram positivos para o País. Em pesquisa semelhante, antes do início das provas, apenas 24% tinham esta opinião.

Ao todo, cerca de 3 mil pessoas responderam em seus celulares diversas perguntas sobre a Olimpíada. E o principal ponto que se destaca é justamente a mudança de posição do público. O que antes era visto de maneira pessimista virou positivo em um segundo momento. Assim, se na primeira pesquisa apenas 26% concordavam que "sediar a Olimpíada é positivo para a imagem internacional do País”, no segundo levantamento esse número subiu para 44%. A frase "apesar dos problemas do País, o Brasil tem boas condições de sediar o evento" foi aprovada por 31% dos participantes contra apenas 13% antes da Olimpíada começar. 

O momento da virada teria sido na cerimônia de abertura. "A abertura foi muito importante para essa chave virar, teve uma aceitação muito grande, não só da população brasileira, mas dos elementos internacionais", explica Talita Castro, analista de pesquisa da PiniOn, empresa responsável pelo levantamento por meio de seu aplicativo. "Também o sucesso dos eventos contribuiu para isso. As provas foram acontecendo sem problemas, as estruturas, as arenas, os estádios estavam funcionando e não houve nenhum contratempo nesse sentido. Então, a cerimônia de abertura e a normalidade dos eventos foram muito importantes na percepção dos usuários", afirma Castro.

No total, 71% das pessoas que participaram da pesquisa afirmam que "a cerimônia de abertura da Olimpíada do Rio despertou o orgulho de ser brasileiro" com apenas 11% discordando. Já 78% concordaram com a frase: "Gostei da forma como elementos da cultura brasileira foram apresentados durante a cerimônia de abertura da Olimpíada" e 82% se surpreenderam com a qualidade do espetáculo no Maracanã, que marcou o início dos Jogos. 

Mesmo com a melhora, ainda há um bom porcentual que foi contrário aos Jogos Olímpicos: 33%. Os motivos são variados: 65% acreditam que o dinheiro deveria estar em áreas como saúde e educação; 39% dizem que o País pouco aproveitará o que foi investido; 28% afirmam que houve gasto excessivo; 20% dizem que os Jogos não trarão nada de bom para o País e 21% não apoiam o evento porque acreditam que o Brasil só é sede por questões políticas.

 

POLÍTICA

Outro motivo para não apoiar os Jogos seria que a Olimpíada ajudaria a encobrir a corrupção no  País. Dentre as perguntas relacionadas ao temas, 48% acham que a Olimpíada estava fazendo a população esquecer os problemas políticos do País e 46% concordavam que o evento estava fazendo o povo deixar de lado os escândalos. 

Mais conteúdo sobre:
inovacões olimpicas RIo 2016 Olimpíada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.