Em protesto, mais um lutador devolve medalha olímpica

Um lutador russo disse que vai devolver a sua medalha de ouro olímpica em protesto contra a decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI) de retirar o esporte do programa olímpico. Sagid Murtazaliyev disse à televisão russa que foi uma "decisão difícil", mas espera que a ação possa ajudar as autoridades olímpicas a retomarem o "bom senso"

AE-AP, Agência Estado

27 de fevereiro de 2013 | 10h41

O Comitê Executivo do COI decidiu no início deste mês retirar a luta do programa dos Jogos de 2020, mas a decisão final será tomada na assembleia da entidade, em setembro na Argentina. De qualquer forma, a definição foi considerada surpreendente, principalmente porque o esporte é disputado desde a primeira edição dos Jogos Olímpicos, realizados na cidade de Atenas em 1896.

Murtazaliyev, de 38 anos, ganhou a medalha de ouro na disputa livre até 97kg da luta nos Jogos de Sydney, em 2000. Com a decisão, o atleta russo repete a ação do búlgaro Valentin Yordanov, que na semana passada também anunciou a decisão de devolver a sua medalha ao COI em protesto. Ele foi campeão olímpico nos Jogos de Atlanta, em 1996.

Tudo o que sabemos sobre:
lutasOlimpíadaCOISagid Murtazaliyev

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.