Paulo Favero/ Estadão
Paulo Favero/ Estadão

Em viagem de volta para o Brasil, Italo Ferreira teve de abandonar voo por suspeita de bomba

Surfista brasileiro, campeão olímpico em Tóquio, publicou o episódio no Twitter

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2021 | 23h43

O surfista Italo Ferreira lidou com uma situação inusitada na noite desta quarta-feira, dia 10, enquanto voltava dos Estados Unidos para o Brasil. O campeão olímpico contou em seu Twitter que seu voo teve de ser interrompido por uma suspeita de bomba no avião. Por causa da ameaça do explosivo, as autoridades locais pediram para que a aeronave fosse esvaziada.

"Última coisa que eu iria imaginar era que no meu voo teria uma ameaça de bomba. Tivemos de sair da aeronave para as autoridades locais tomarem todas as providências necessárias! Que loucura", escreveu o surfista no Twitter.

Italo publicou o tweet quando estava no Aeroporto Internacional de Miami, nos Estados Unidos, onde o surfista disputou as finais da Liga Mundial de Surfe. Ferreira teve a chance de disputar a final com Gabriel Medina, que se sagrou tricampeão mundial, mas foi eliminado na fase anterior pelo também brasileiro, Filipe Toledo, o Filipinho.

O brasileiro voltou a escrever depois sobre o assunto. Ítalo publicou: "E eu só queria comer", e minutos depois escreveu dizendo que a suspeita de bomba poderia ser alarme falso. "Tão dizendo que não foi nada! Quem tem… medo né”, publicou o brasileiro. Ele passa agora por um período de férias antes de retomar seus novos projetos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.