Em visita, Bach aponta Austrália com boa chance de sediar Olimpíada de 2028

A Austrália tem uma boa chance sediar os Jogos Olímpicos de 2028 se apresentar uma candidatura, disse nesta quarta-feira o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach. O dirigente se reuniu com o primeiro-ministro australiano Tony Abott e incentivou o país a apresentar uma candidatura.

Estadão Conteúdo

29 de abril de 2015 | 11h49

Mais tarde, ele disse em uma entrevista coletiva que a Austrália é "famosa em todo o mundo pelo amor" ao esporte e a capacidade de organizar uma Olimpíada, demonstrada nos Jogos de Sydney, em 2000, garantiria "simpatia" para a candidatura.

"A candidatura da Austrália iria desfrutar de muita simpatia, e teria, de fatos, boas chances, então, também de ganhar", disse.

Bach disse que os 28 anos entre os Jogos de Sydney e a Olimpíada de 2028 não seriam "muito breves" para a Austrália ser premiada com mais uma edição do evento. "Os Jogos são rotativos em torno do mundo, mas não há qualquer círculo estabelecido", disse. "Não há rotação por ano".

Bach reuniu-se com Abbott, a ministra dos Esportes Sussan Ley, e John Coates, o presidente do Comitê Olímpico Australiano, em Camberra, antes de seguir para Sydney, onde visitou o Parque Olímpico, palco dos Jogos de 2000.

A cidade-sede da Olimpíada de 2028 deve ser definida apenas em 2021. Antes disso, porém, será a escolhido o local que organizará os Jogos de 2024, com Boston, Roma e Hamburgo já garantidas na disputa.

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadaAustráliaThomas BachCOI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.