Em volta de Sasaki à ginástica, Brasil avança à final em torneio na Alemanha

Depois de perder toda a temporada 2015, Sergio Sasaki está de volta. O mais completo ginasta brasileiro retornou às competições nesta sexta-feira, quando participou da fase de classificação do tradicional DTB-Pokal, torneio por equipes disputado em Stuttgart simultaneamente à etapa local da Copa do Mundo de Ginástica Artística.

Estadão Conteúdo

18 de março de 2016 | 17h50

Sasaki, que rompeu o ligamento cruzamento anterior durante a etapa de Glasgow da Copa do Mundo, em 6 de dezembro de 2014, precisou voltar à mesa de cirurgia em julho do ano passado para operar o ombro direito. Ele já estava treinando desde dezembro passado, mas só agora retornou às competições.

Na fase de classificação do DTB-Pokal, apresentou-se em três provas: cavalo com alças, paralelas e barra fixa. Em todas, teve resultados muito aquém do que fazia antes da lesão. Mesmo assim, ajudou o Brasil a avançar à final com a segunda colocação. Os brasileiros somaram 258,050 pontos, contra 262,250 dos britânicos, que ficaram em primeiro. Alemanha, Itália, Japão e Ucrânia, entre outros, também enviaram equipe.

O Brasil foi representado por Arthur Nory Mariano, Francisco Barretto Júnior, Lucas Bitencourt e Petrix Barbosa, além de Sasaki. Chico competiu nos seis aparelhos, somando 85,500 pontos, o que valeria final no individual geral no último Mundial. A melhor representação, entretanto, foi de Arthur Nory na barra fixa. Ele tirou 15,150 e ficou perto dos 15,166 que o deixaram em quarto no Mundial passado.

"Ainda tem bastante para melhorar, mas para a primeira competição do ano, achei muito bom o desempenho da equipe", comentou Leonardo Finco, coordenador de ginástica artística masculina na Confederação Brasileira de Ginástica (CBG). A final por equipes será neste sábado, enquanto que Caio Souza compete no domingo no individual geral, contra outros oito atletas convidados. O Brasil não levou atletas no feminino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.