Em votação, conselho aprova candidatura de Roma para Olimpíada de 2024

O conselho de Roma aprovou nesta quinta-feira, por 38 votos a favor e apenas seis contra, a candidatura da capital italiana para ser sede da Olimpíada de 2024. Embora a cidade já tivesse sido oficializada como postulante ao evento anteriormente, a aprovação da candidatura em uma assembleia interna foi significante pelo fato de Roma enfrentar atualmente um escândalo de corrupção.

Estadão Conteúdo

25 de junho de 2015 | 12h57

"Assim como foi para Barcelona e Londres, a Olimpíada de Roma-2024 deixará uma renomada, moderna e sustentável identidade para a nossa cidade", afirmou o prefeito da capital da Itália, Ignazio Marino, sob a bandeira dos Jogos Olímpicos de 1960, recebidos justamente por Roma. "Essa é uma votação que olha para o futuro e uma oportunidade para pensar sobre a cidade para a próxima geração", completou.

O presidente do Comitê Olímpico Italiano, Giovanni Malago, e o líder da candidatura de Roma, Luca di Montezemolo, fizeram campanha pela cidade na Câmara Municipal da cidade no início desta semana. E os votos contrários à realização do evento em solo romano vieram do movimento de oposição 5 Estrelas, que é contra a candidatura desde que a mesma foi anunciada pelo primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, em dezembro.

A votação ocorreu dois dias depois de Paris anunciar oficialmente a sua candidatura para a Olimpíada de 2024, sendo que Boston, nos Estados Unidos, e Hamburgo, na Alemanha, também já foram oficializados como postulantes ao evento. É esperado agora que Budapeste seja a próxima cidade a ser confirmada como outra candidata. O Comitê Olímpico Internacional (COI) irá selecionar a cidade vencedora desta disputa em 2017.

Há três anos, o então primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, descartou os planos de Roma de sediar a Olimpíada de 2020 por causa de problemas financeiros. E a nova candidatura da cidade acontece em meio a um momento de estagnação econômica na Itália e quando acontecem novas revelações de um escândalo que vem sendo chamado de "Máfia Capital".

Conversas telefônicas interceptadas pela polícia e publicadas pela mídia descreveram como chefes do crime local conseguiram cimentar laços com políticos da cidade em troca de lucrativos contratos públicos. Doze pessoas já foram presas como fruto das investigações deste caso.

Para sediar a Olimpíada de 2024, Roma espera aproveitar muitas das instalações que foram usadas nos Jogos de 1960, como o complexo Foro Itálico, que conta com estádios de atletismo e futebol, além de locais que poderão abrigar os eventos de natação, saltos ornamentais e o tênis.

Roma está considerando um gasto de 6 bilhões de euros, sendo 2 bilhões de euros cobertos pelo COI, na organização da Olimpíada. Ou seja, aproximadamente metade do que Londres gastou para abrigar os Jogos de 2012.

Tudo o que sabemos sobre:
Olimpíada de 2024Roma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.