Embalado, Cielo inicia a corrida pelo ouro

Nadador compete nos 100 m livre, prova que foi bronze em Pequim

Valéria Zukeran, O Estadao de S.Paulo

28 de julho de 2009 | 00h00

O Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de Roma reserva emoções para a torcida brasileira na manhã desta quarta-feira (madrugada de Brasília). César Cielo estará de novo na piscina para disputar as eliminatórias da prova em que ganhou a medalha de bronze na Olimpíada de Pequim, os 100 metros livre. Outro brasileiro em disputa de eliminatória é Thiago Pereira, que lutará por uma vaga na decisão dos 200 metros medley. Se ambos passarem pelas eliminatórias e pelas semifinais, disputam as finais na quinta-feira.César vem embalado. Domingo, em Roma, abriu o revezamento 4 x 100 livre do Brasil, estabelecendo novo recorde da competição (nos 100 metros) e deixando para trás ninguém menos do que o norte-americano Michael Phelps. Seu principal adversário é Alain Bernard. O francês bateu o recorde mundial dos 100 metros livre em abril, marca que não foi homologada por causa de seu maiô, reprovado pela Federação Internacional de Natação. Outro forte concorrente é o também francês Fred Bousquet, que treina com Cielo em Auburn, Estados Unidos. Recordista mundial, o australiano Eamon Sullivan, com virose, desistiu da prova. Thiago Pereira terá uma oportunidade a mais para conquistar medalha, já que o campeão olímpico e recordista mundial dos 200 medley, Michael Phelps, mudou de prova. "É uma motivação, mas, ao mesmo tempo, ele fará falta", diz. Sobre a competição, não quis fazer previsões. "Podem ocorrer algumas surpresas. Com as roupas (de competição) a gente nunca sabe o que vai acontecer." Thiago teve a programação de trabalho alterada por uma fratura na mão em março. O problema o impediu de treinar por quase um mês. "Não sei quanto atrapalhou ou ajudou. Assim que eu tirei (o gesso), acabei me empolgando mais", conta. "Estou bastante confiante, fiz um treinamento em altitude e competi bem no Open de Paris. Tirando o Maria Lenk, onde eu estava com a mão quebrada e só acabei nadando uma prova, a temporada foi bem produtiva." Outro brasileiro na prova é Henrique Rodrigues. Ethiene Medeiros e Fabíola Molina disputam os 50 metros costas.NICOLAS, HENRIQUE, FABÍOLAAlém de Gabriella Silva (ver ao lado), o melhor resultado do Brasil ontem foi de Nicolas Santos, 5º lugar nos 50 metros borboleta. "E quase não treinei para esta prova. Minha meta é os 50 metros livre." Henrique Barbosa ficou em 8º na final dos 100 metros peito. Fabíola Molina não passou nas semifinais dos 100 metros costas, em 14º lugar. Outros ficaram nas eliminatórias: Guilherme Guido (100m costas), Nicolas Oliveira (200m livre), Rodrigo Castro (200m livre), Carolina Mussi (100m peito) e Tatiane Sakemi (100m peito).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.