Felipe Dana/ AP
Felipe Dana/ AP

Emerson Duarte fatura a prata, mas fica sem vaga olímpica no tiro

Brasileiro fica a um ponto do ouro, conquistado por norte-americano

Estadão Conteúdo

15 de julho de 2015 | 16h53

Emerson Duarte foi o responsável por garantir, nesta quarta-feira, a segunda medalha do Brasil no tiro esportivo dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, na pistola de tiro rápido 25 metros, de prata. O atleta natural de Campinas ficou a apenas a um ponto da medalha de ouro, conquistada pelo norte-americano Brad Balsley - 32 a 31.

O ouro dos Jogos Pan-Americanos valia também vaga para os Jogos Olímpicos do Rio, no ano que vem. Os Estados Unidos já tinham uma credencial para a prova, com Keith Sanderson e, por isso, enviou um atleta diferente para Toronto. Balsley aproveitou para garantir que seu país terá dois representantes nessa prova no Rio.

O Brasil, por sua vez, já tinha convite. Mas a comissão técnica trabalhava com a possibilidade de obtenção da credencial pelos critérios universais, para depois tentar transferir os convites como país-sede para outras provas.

Emerson, de 44 anos, é um dos principais nomes do País no tiro esportivo. Foi nono colocado no Campeonato Mundial do ano passado e ficou em oitavo na etapa dos EUA da Copa do Mundo, neste ano. Na fase de classificação, somou 579 pontos e se aproximou dos 584 que lhe deixaram no quarto lugar do Mundial de 2010 - melhor resultado do País no tiro esportivo.

Na fase de classificação do Pan, o Brasil ainda contou com Iosef Aeras Forma, que ficou na 12.ª colocação, com 546 pontos. Na prova feminina do dia, a pistola 25 metros, Rachel Silveira foi 14.ª colocada. O País não tem vaga nos Jogos Olímpicos nesta prova e uma vaga estava em jogo no Pan.

A outra medalha do Brasil em Toronto até aqui foi conquistada por Felipe Wu. Medalhista de prata nos Jogos da Juventude de Cingapura, em 2010, Felipe Wu faturou o ouro na pistola de ar 10 metros, e de quebra garantiu uma vaga para o Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio.

O tiro esportivo tem três disciplinas: carabina, pistola e tiro ao prato. Até agora, as duas medalhas vieram na pistola. Existe grande expectativa pelo resultado da carabina deitado, sexta, com Cassio Rippel, único atleta do tiro esportivo no programa Bolsa Pódio, do governo federal.

Tudo o que sabemos sobre:
Jogos Pan-Americanostiro esportivo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.