Emerson Sheik defende o chefe

Emerson saiu em defesa da permanência de Tite. "Posso falar em nome do grupo: temos total confiança no que o Tite pede. É difícil se manter líder por tantas rodadas em uma competição tão difícil. Temos confiança em qualquer formação que ele coloque. Entendo até que dentro da partida precisamos obedecer um pouco mais a parte tática ", afirmou o atacante.

, O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2011 | 00h00

Para o jogo de amanhã, contra o Grêmio, o treinador não sabe se vai manter o esquema com três atacantes e um meia ou se muda o time novamente.

Alex está praticamente fora do jogo. Ontem, ele passou a manhã no departamento médico, tratando da lesão no adutor da coxa. Já Alessandro treinou com bola e deve ficar à disposição. Leandro Castán recebeu o terceiro amarelo e Paulo André deve entrar em seu lugar.

Apesar da má fase da equipe, a Fiel não abandona o time. Até a tarde de ontem, já haviam sido vendidos 10.500 ingressos para o jogo com o Grêmio, amanhã, às 18h, no Pacaembu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.