Empate histórico na Argentina

Pela segunda vez em todos os tempos, três times se igualam e decidem título em triangular

Buenos Aires, O Estadao de S.Paulo

15 de dezembro de 2008 | 00h00

Deu tríplice empate na final do Campeonato Argentino. Boca Juniors, San Lorenzo e Tigre venceram e terminaram em primeiro lugar, com 39 pontos cada, na 19ª e última rodada. Agora as equipes vão disputar um triangular para definir o campeão do Torneio Apertura, que é disputado no segundo semestre. O Boca venceu o Colón por 3 a 2, o Tigre bateu o Banfield por 1 a 0 e o San Lorenzo derrotou o Argentinos Jr. por 1 a 0. O Lanús venceu o San Martín por 1 a 0 terminou com 37 pontos. O triangular decisivo está programado para os dias 17, 20 e 23.Só uma vez havia acontecido um tríplice empate na final na Argentina. Foi em 1968, no Campeonato Nacional, em que haviam terminado empatadas as equipes do Vélez Sarsfield, River Plate e Racing. O Vélez levou o título, com uma vitória, um empate e melhor saldo de gols do que o River.Em Buenos Aires, Boca e San Lorenzo não perderam tempo para sair na frente. No Estádio Diego Maradona, o San Lorenzo abriu o placar aos 5 minutos, com gol de Bergessio. Três minutos depois, na Bombonera, a torcida do Boca foi à loucura com o gol de Figueroa, concluindo cruzamento de Vargas.O Boca já havia perdido uma chance. Mas a pressão continuou e o segundo gol saiu aos 13 minutos. Após uma rápida troca de passes, Riquelme tocou por cima do goleiro.O Boca perdeu mais uma chance, com Riquelme, antes de fazer o terceiro gol, aos 27 minutos: Datolo cruzou da esquerda, o goleiro Pozo falhou e Figueroa desviou a bola para a rede. Aos 39 minutos, a torcida do Boca viu Datolo perder um gol e ficou sabendo que o Tigre, que enfrentava o Banfield, abria a contagem no Monumental de Victoria, com o gol de Morel. E três minutos depois o Colón diminuiu o placar, com um chute cruzado de Torres.No segundo tempo, o Colón começou a tirar proveito da acomodação do Boca. E quase fez seu segundo gol no primeiro minuto: Torres acertou o travessão. E aos 9 minutos o Colón diminuiu, com Valdemarin aproveitando uma falha do goleiro Garcia. O Boca caiu de produção, enquanto o Colón ameaçava nos contra-ataques. Com o equilíbrio na partida, os brucutus dos dois times começaram a se destacar e apelar para faltas violentas.Como o jogo da Bombonera começou com dez minutos de atraso, a torcida ficou sabendo das vitórias do San Lorenzo e doTigre. Os minutos finais acabaram sendo dramáticos, mas o Boca soube segurar o placar de 3 a 2.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.