Empate sem gols com o Caracas, no Sul, leva o Grêmio às semifinais do torneio continental

O Grêmio empatou com o Caracas por 0 a 0 no Estado Olímpico, ontem, e está classificado para as semifinais da Taça Libertadores. A vaga só foi conquistada porque o time brasileiro havia empatado o jogo de ida por 1 a 1, na Venezuela.A partida foi equilibrada, mas tensa. Se tomasse um gol, o Grêmio correria o risco de ser eliminado da competição. O Tricolor teve a posse de bola por mais tempo, mas raras vezes conseguiu avançar pelos flancos do campo e teve poucas chances claras para marcar gols no primeiro tempo.Antes mesmo de ameaçar os venezuelanos, tomou um susto em chute de Lucena - Marcelo Grohe defendeu. Depois disso, criou duas oportunidades, com Tcheco e Maxi Lopez.O Caracas manteve a estratégia de jogar fechado na defesa e esperar a abertura de algum espaço para tentar sair rapidamente para o ataque no segundo tempo. A entrada de Herrera no lugar de Alex Mineiro, aos 13 minutos, deu mais mobilidade ao ataque gremista, que seguiu desperdiçando oportunidades - Maxi Lopez, duas vezes, e Souza perderam a chance de abrir o placar.Os visitantes também levaram perigo. No fim, cada ataque venezuelano virava um drama para os gaúchos. Nos últimos minutos, os zagueiros gremistas recorreram aos chutões para afastar a bola da área e garantir o resultado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.