Empresário espera conversa com Popó

Ruy Pontes, sócio da Oficina de Idéias, disse nesta terça-feira que espera uma comunicação oficial sobre a assinatura de contrato de Acelino "Popó" Freitas com o empresário norte-americano Arthur Pelullo, para tomar alguma atitude sobre o caso. O lutador baiano disse à Agência Estado que já fechou um contrato com Pelullo, e que rompeu definitivamente com a Oficina de Idéias."Estamos aguardando oficialmente da parte de Popó que ele confirme isso. Até agora, ele só falou com a imprensa. Espero que venha sentar com a gente para acertar tudo", disse Ruy. O empresário afirmou que, caso Popó confirme o acordo com Pelullo, a Oficina de Idéias deve buscar seus direitos na Justiça "porque já estará representada uma quebra de contrato com a nossa empresa". O contrato tem duração até 2004. "É uma irresponsabilidade do Popó."Também na entrevista à Agência Estado, Popó desafiou Ruy Pontes a abrir publicamente o contrato, o que mostraria que a Oficina de Idéias ganhava 75% dos rendimentos das suas lutas. Ruy não aceitou a proposta: "O contrato foi na época em que o Popó estava começando. A partir do momento em que ele ganhou um título mundial, passou a ser 50% para cada lado. Não fizemos a alteração no papel, mas isso acontecia de fato. Não vou abrir o contrato porque ele é particular. Se o Popó quiser, que abra. Ele está querendo se fazer de vítima falando isso."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.