Encontro de inimigos ocultos

Está prestes a acontecer no Japão o encontro entre dois inimigos políticos que se esforçam para manter a cordialidade quando aparecem juntos em público: Marcelo Teixeira, que é membro pela Fifa do Comitê Organizador do Mundial, e o presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro.

/ NAGOYA, O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2011 | 03h06

Luis Alvaro tem chegada prevista para Nagoya amanhã. A última vez que ele encontrou Teixeira foi no dia de sua reeleição, no dia 3. Eles posaram abraçados para fotos com o discurso de que o bem do Santos está acima de divergências pessoais.

Para o presidente atual, a administração de Teixeira foi irresponsável no aspecto financeiro. Sua bronca maior diz respeito ao valor cobrado na venda de parte dos direitos econômicos de jogadores para a DIS por valores que em sua opinião estavam muito abaixo do que o mercado ditava. E outra coisa que o incomoda é o poder do inimigo na mídia local,

O ex-presidente reclama de seu sucessor viver dizendo que pegou a casa completamente desarrumada e que só não conseguiu deixar tudo no lugar até agora porque o estrago tinha sido grande demais. Mas ele tem um trunfo que não pode ser neutralizado por Luis Alvaro: o dinheirão que o clube tem de lhe pagar.

Está quase fechado um acordo para que Teixeira receba R$ 30 milhões em prestações mensais ao longo de cinco anos. A diretoria atual percebeu que não havia como contestar a dívida na Justiça e resolveu partir para a negociação depois de Teixeira ter penhorado bens e ativos do clube - um deles foi a Vila Belmiro, o que revoltou Luis Alvaro.

Ele também acha que a gestão do presidente não é tão transparente e democrática como apregoa ser. E diz que algumas pessoas que fizeram parte de sua gestão, tão criticada por Luis Alvaro, continuam trabalhando no clube - algumas em cargos de destaque. / L.A.M

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.