Ernesto Rodrigues/AE - 9/8/2011
Ernesto Rodrigues/AE - 9/8/2011

Enfim, Emerson Sheik desencanta

Atacante fez um gol, sofreu dois pênaltis e saiu consagrado pela torcida, companheiros e o chefe Tite

Giuliander Carpes, O Estado de S.Paulo

18 de agosto de 2011 | 00h00

Emerson virou um dos culpados pela má fase corintiana dos últimos jogos, que quase custaram a perda da liderança do Campeonato Brasileiro. Mas ontem ele fez as pazes com a torcida. Tite ousou numa substituição, colocou o atacante no lugar do lateral-direito Alessandro e Emerson simplesmente participou de todos os gols do Corinthians na virada contra o Atlético-MG (3 a 2, no Ipatingão).

O atacante marcou o primeiro gol, cavou o pênalti do segundo e ainda deu toque que desviou a bola para Liedson fazer o decisivo. "Às vezes a gente entra no jogo e não dá tão certo. Aí as pessoas criticam", explicou Emerson. "Estou aqui tentando. Fico feliz por poder ajudar."

Embora não seja titular, Emerson acha que ontem, enfim, mostrou seu valor aos corintianos. "Tenho consciência da minha importância para o time, do porquê visto a camisa do Corinthians", afirmou. "Nem sempre vou ter uma atuação tão boa, mas é importante o reconhecimento à minha dedicação, minha vontade em fazer o melhor."

Para Emerson brilhar, Jorge Henrique teve de se sacrificar. O atacante foi improvisado na lateral-esquerda a partir da entrada do companheiro. Intimidou o ataque adversário e até apoiou.

"Para manter a liderança do campeonato, qualquer sacrifício é válido", disse Jorge Henrique. "Importante foi o Tite ter coragem de arriscar e o time comprar a ideia", comentou.

Faltam 3 kg para Adriano. Se a estreia de Adriano divide opiniões dentro do clube, pelo menos há um consenso entre médicos e membros da comissão técnica: o atacante precisa emagrecer pelo menos três quilos na fase final de recuperação. Isso significa que, às vésperas de seu retorno, ele tem de atingir um peso próximo ao de sua passagem pelo Flamengo, em 2009.

O Imperador está com 102 quilos e precisa chegar a 99. Quando foi campeão brasileiro pelo clube carioca, tinha 95. Adriano está com 28 anos e vai completar oito meses longe dos gramados - sua última partida pela Roma foi no dia 19 de janeiro.

Na época, a imprensa italiana noticiou que Adriano jamais conseguiu pesar menos que 100 quilos enquanto esteve no clube.

Em breve, sai do departamento médico e treina com o preparador físico. Depois, junta-se ao elenco. Se tudo der certo, estreia contra o Flamengo, dia 7. / Colaborou Vítor Marques

Veja também

link Corinthians vence o Atlético-MG de virada e continua na liderança

link ESPN - Assista os gols de Atlético-MG 2 x 3 Corinthians

link ESTADÃO ESPN - "Tite pediu mais concentratação", diz Emerson

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolCorinthiansEmerson Sheik

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.