Entidade arquiva acusação contra Ricardo Teixeira

A Fifa abafa qualquer investigação contra o presidente da CBF, Ricardo Teixeira. "Não há absolutamente nada contra ele", disse ao Estado o secretário-geral da Fifa, Jérome Valcke.

Jamil Chade, O Estado de S.Paulo

30 de maio de 2011 | 00h00

Teixeira havia sido citado por David Triesman, ex-cartola britânico, como tendo pedido favores em troca de seu voto pela Inglaterra para sediar a Copa de 2018.

Para fechar o caso, a Fifa resolveu ignorar a declaração de Triesman. A entidade recebeu dossiê das alegações que, segundo Valcke, concluiu que não há nada provado contra o presidente da CBF.

Valcke não disse quais eram as provas que inocentaram Teixeira e nem aceitou entregar o dossiê. Os investigadores, afirmou, checaram as acusações com outras três pessoas, que não confirmaram a informação, e decidiram arquivar o caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.