Entrada violenta quebra perna de Eduardo Silva

Brasileiro naturalizado croata sofre fratura em empate do Arsenal

O Estadao de S.Paulo

23 de fevereiro de 2008 | 00h00

O jogo ainda estava morno, havia acabado de começar no Estádio de St. Andrew?s, em Birmingham, Inglaterra. A jogada, na intermediária do Birmingham, era inofensiva. Mas o zagueiro Martin Taylor, do time da casa, não quis saber. Aos 3 minutos, deu carrinho violentíssimo nas pernas do atacante brasileiro naturalizado croata Eduardo Silva, do Arsenal, que caiu e não se levantou mais, para desespero dos companheiros. O jogador fraturou a perna esquerda e está fora do restante da temporada. A partida do Campeonato Inglês, que terminou empatada por 2 a 2, ficou interrompida por oito minutos, até que Eduardo fosse medicado, retirado de campo e levado ao hospital. O truculento Taylor foi expulso imediatamente. O canal de televisão Sky explicou que não quis mostrar a repetição da jogada porque "as imagens são muito chocantes".Cerca de cinco horas depois, o jogador já estava sendo operado em Birmingham. Vai, assim, perder o restante do Inglês, da Copa dos Campeões e não poderá defender a Croácia na Eurocopa - seu grande sonho -, que será disputada em junho, na Áustria e na Suíça. "Foi horrível. Esse cara (Taylor) deveria ser proibido de jogar", disse o treinador do Arsenal, Arsene Wenger. "Foi muito difícil, para os nossos jogadores, ver o Eduardo com tanta dor e a forma como ficou sua perna." Eduardo é o segundo brasileiro a se machucar gravemente neste mês. Onze dias antes, Ronaldo rompeu o tendão do joelho esquerdo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.