Matt Dunham / AP
Matt Dunham / AP

Envolvido em caso de doping, ex-nadador italiano bicampeão mundial leva suspensão

Filippo Magnini foi campeão mundial nos 100m livre em 2005 e 2007 e tem uma medalha de bronze olímpica

Estadão Conteúdo

06 Novembro 2018 | 13h50

Duas vezes campeão mundial, o nadador italiano Filippo Magnini foi suspenso por quatro anos, nesta terça-feira, pela Agência Antidoping da Itália. Uma das vozes mais fortes contra o doping no esporte italiano, ele sofreu a punição mesmo já estando aposentado, desde o ano passado.

Além dele, foi punido Michele Santucci, seu parceiro habitual na prova do revezamento 4x100 metros livre na equipe italiana. Ele recebeu a mesma punição, mas ainda está na ativa. Disputou esta prova nos Jogos Olímpicos de 2008, 2012 e 2016.

Ambos foram considerados culpados por usarem e também tentar usar substâncias proibidas. A agência italiana não revelou maiores detalhes sobre o caso. Também foram punidos por suposto envolvimento com o nutricionista Guido Porcellini, que já cumpriu pena por tráfico de drogas e agressão. E está suspenso por 30 anos por distribuir drogas ilegais.

Magnini, de 36 anos, foi campeão mundial na prova dos 100 metros livre em 2005 e 2007. Tem ainda uma medalha de bronze olímpica, no revezamento 4x100m livre nos Jogos de Atenas-2004 - Santucci fez parte desta equipe. Apesar da suspensão, ele nunca foi flagrado em testes positivos e sempre negou qualquer acusação de doping.

O italiano se tornou famoso pelos resultados dentro da piscina mas também pelo ativismo fora das competições por defender um esporte limpo, sem doping. Ele até fez parte da iniciativa chamada "Estou livre de doping", que contava com atletas de outras modalidades. "Eu não fiz nada. Esta sentença é ridícula", afirmou o ex-nadador.

Segundo a agência antidoping local, o promotor do caso chegou a pedir uma suspensão de oito anos para Magnini.

 
Mais conteúdo sobre:
nataçãodopingFilippo Magnini

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.