Equipe brasileira irá explorar os Andes

Um misto de aventura, prática esportiva, expedição científica e ação social. É o Projeto Mundo Andino, lançado oficialmente nesta quarta-feira pelo alpinista Waldemar Niclevicz e sua equipe, em São Paulo, que prevê, em três anos, a escalada e estudo da população local de mais de cem montanhas da região da Cordilheira dos Andes. "É o grande sonho da minha vida, que comecei a planejar há mais de dez anos e começa a se tornar realidade", diz Niclevicz.O grupo de exploradores, que inclui Marcelo Santos, Irivan Burda, Renato Kalinowski e Paulo César Souza, terá como ponto de apoio o caminhão Andino, um motorhome 4x4 off-road, projetado por Thierry Stump - também idealizador do barco Paratii, de Amir Klink -, capaz de superar inclinações de até 60 graus. "A idéia é aproveitar a logística das escaladas e promover expedições multidisciplinares, contando com a colaboração de especialistas convidados", explica Niclevicz.Enquanto alguns membros da equipe estiverem escalando as montanhas, Paulo César Souza coordenará o trabalho de pesquisadores, médicos, botânicos e professores, entre outros especialistas, com a população local. "As embaixadas dos países andinos estão receptivas e felizes com o trabalho", adianta Niclevicz, que também receberá a visita de praticantes de outros esportes de aventura. Já estão agendadas participações do mergulhador Lawrence Wahba e do balonista Feodor Nenov.A construção e gerenciamento de um posto de saúde e de uma escola na região estão nos planos. "Inicialmente, avaliaremos as necessidades dos moradores. Em seis meses, começaremos a pôr os projetos em prática", prevê Niclevicz, que explora os Andes há 19 anos.A primeira das 22 expedições do Projeto Mundo Andino percorrerá a Carretera Austral, entre as cidades de Puerto Montt e Cochrane, no Chile, a partir do dia 13. Um dos principais desafios será a escalada do Monte San Valentin, mais alta montanha da Patagônia, com 4.058 metros. O dia a dia da equipe poderá ser acompanhado pelo site www.mundoandino.com.br, com atualizações diárias.

Agencia Estado,

07 de janeiro de 2004 | 19h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.