Equipe confia nas faltas ensaiadas

O último treino antes do jogo com o Juventus foi com portões fechados para a imprensa. Durante 1 hora e 35 minutos, Mano Menezes repetiu, exaustivamente, cobranças de faltas ensaiadas. Pela direita, esquerda, em chute direto, em dois toques... "Trabalhamos algumas bolas paradas diferentes, pois nosso aproveitamento foi muito baixo no jogo passado", reconhece o treinador. "Fechamos para não dar informações antecipadas ao adversário."Em 14 rodadas, o Corinthians só marcou duas vezes por meio desse tipo de jogada. No triunfo por 2 a 1 sobre o Ituano, com André Santos, e no 1 a 0 diante do Rio Preto, na quarta-feira, com Héverton."O lance é tão importante que o São Paulo vem decidindo vários jogos assim. Já o nosso time está muito aquém do que espero", reclama. "Trabalhamos bastante para a bola chegar ao ponto determinado, justamente no que vínhamos falhando. E o primeiro ponto foi a qualidade." Como tem atacantes baixos, as faltas rasteiras também foram trabalhadas.Sem contar que a jogada é a principal arma do Juventus. "É necessário ter atenção redobrada, pois eles têm um dos maiores cobradores de bola parada, que é o Dedimar", garante Mano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.