Equipe da Davis enfrenta problemas na preparação

O Brasil joga na próxima semana pela primeira rodada do Grupo I da Copa Davis, diante do Peru, na cidade de Ásia, que fica a 90 quilômetros da capital Lima. E a situação da equipe brasileira é preocupante.Principal tenista do País, Gustavo Kuerten sofreu torção no tornozelo e, depois de ter desistido da disputa do Torneio de Viña del Mar, não está seguro de que estará 100% para enfrentar os peruanos.André Sá também sofreu uma lesão durante o challenger de Florianópolis, enquanto Flávio Saretta reclamou de dores no bíceps em sua participação no Chile. Já Ricardo Mello não venceu nenhum jogo nas três competições disputadas nessa temporada.Diante desse cenário, o técnico e capitão do Brasil na Davis, Fernando Meligeni, usou de ironia e bom humor para definir o atual momento da equipe brasileira. "A bruxa está solta", admitiu. Apesar dos problemas, Meligeni está tranqüilo e confiante. Acompanha de perto o momento de cada jogador. Esteve em Florianópolis, por exemplo, para observar a recuperação de Guga. Além disso, ele já conversou por telefone com os outros jogadores do grupo."É Copa Davis e temos de estar alerta", afirmou Meligeni. "Vamos chegar ao Peru com quatro jogadores em condições de vencer."Meligeni tem até o dia do sorteio, na quinta-feira da próxima semana, para anunciar alguma mudança nos convocados, mas não acredita que isso seja necessário. Se for, não hesitaria em chamar o gaúcho Marcos Daniel, desmentindo qualquer possibilidade de veto ao tenista. "É claro que convocaria o Daniel. Respeito muito ele e não existe nada de pessoal. Aliás, numa Davis, não há espaço para isso", garantiu Meligeni.Boa notícia - Enquanto a equipe sofre problemas na preparação, Meligeni recebeu informações importantes sobre o local dos confrontos com o Peru. "A quadra é muito boa, jogaremos ao nível do mar, com um estádio para cerca de 2,5 mil pessoas e o calor embora forte, não é sufocante", contou.O time do Peru tem como sua principal força Luis Horna, que será um dos titulares do confronto com o Brasil ao lado de Ivan Miranda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.