Equipe demite envolvido em doping na Volta da França

Riccardo Ricco é tido como uma das principais revelações do ciclismo, mas decepciona ao se dopar

AE-AP, Agencia Estado

18 de julho de 2008 | 11h09

O italiano Riccardo Ricco, pego no exame antidoping da edição deste ano da Volta da França, foi demitido nesta sexta-feira pela equipe Saunier Duval-Scott, juntamente com o compatriota Leonardo Piepoli.Ricco, de 24 anos, que havia vencido duas etapas da Volta da França e ocupava a nona posição na classificação geral, foi o terceiro ciclista flagrado pela utilização do hormônio sintético EPO na edição deste ano da prova. Atual vice-campeão da Volta da Itália, ele também liderava a competição entre os ciclistas jovens e a de escaladores de montanha.Piepoli, vencedor da 10.ª etapa, foi demitido por "violação do código de ética da equipe", disse o diretor da Saunier Duval-Scott, Marco Gianetti. O executivo ainda lamentou o episódio de doping. "Nós não fomos capazes de evitar esta situação absurda", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.