Equipe evita jogar a toalha e projeta reação no clássico

O tropeço no Rio tirou da equipe do interino Marcelo Martelotte a oportunidade de se aproximar da ponta e manteve a distância de 10 pontos para o líder Fluminense. Já classificado para a Libertadores, o Santos ainda sonha com a improvável tríplice coroa (Paulista, Copa do Brasil e Brasileiro) nesta temporada. Mesmo abatidos pela derrota, os jogadores evitaram jogar a toalha após a derrota para o Vasco. "Temos condições de buscar (o título) e vamos tentar até o final", disse Alan Patrick, que pediu menos erros no clássico de sábado, contra o Palmeiras, na Vila Belmiro. "O time deles (Vasco) conseguiu barrar o nosso ataque hoje (ontem). A partir de agora, temos de procurar errar o menos possível para seguir na briga."

Bruno Deiro, O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2010 | 00h00

O técnico Marcelo Martelotte também tenta motivar a equipe."Enquanto matematicamente tivermos chances, vamos manter o objetivo de ser campeões. Ainda são muitos pontos a serem disputados", disse o interino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.