Equipe também não se encontra nas desculpas

Nos três últimos jogos do Brasil no País, empates por 0 a 0. Ontem, após novo tropeço, desta vez diante da Colômbia, no Maracanã, os jogadores deram um show de desculpas desencontradas. Assim como dentro de campo, ninguém mostrou entrosamento nas justificativas. "Antigamente não conseguia ganhar fora, agora temos de reverter em casa", disse Dunga. Kaká, feliz da vida com sua boa volta no domingo, chegou a se irritar ao ser questionado porque o ataque não se encontra jogando no País. "Por que o problema é do ataque? Quando toma gol é só do sistema defensivo? É toda a equipe", afirmou. "Não ganhamos por muitos fatores, o cansaço, por exemplo. Faltaram pernas, sentimos desgaste e o peso da viagem", disse.Quer dizer que o time estava cansado, Maicon? "Não, fizemos uma boa recuperação com o professor (Paulo, preparador físico) Paixão", contrariou. "Na verdade, criamos algumas jogadas no primeiro tempo, mas, no segundo, não conseguimos realizar o combinado no vestiário."Ah, então o problema acabou sendo a apresentação ruim na fase final? Não na visão de Gilberto Silva. "É difícil encontrar uma explicação. Hoje (ontem) sofremos para sair da marcação na primeira etapa. Na segunda, nos soltamos mais, mas faltou um pouquinho. Nada que seja desesperador", enfatizou.Julio Cesar terá de concordar com algum companheiro, não é mesmo? Quem dera. "O problema é que não estamos criando tanto como fazemos fora de casa. E os colombianos até criaram mais que a gente. Paciência, acontece."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.