Equipes da Indy têm trabalho intenso de preparação

O circuito de rua do Anhembi teve uma sexta-feira agitada para as equipes e os 26 pilotos que vão participar da etapa de São Paulo da Fórmula Indy, cujos treinos começam neste sábado. Com todos os equipamentos no local, os mecânicos reservaram o dia para montar os carros, que foram pesados e passaram por inspeções técnicas necessárias para que fossem liberados para a prova.

LEANDRO SILVEIRA, Agência Estado

29 de abril de 2011 | 18h29

As principais dificuldades foram enfrentadas pela Penske, que é uma das mais fortes e tradicionais equipes da Fórmula Indy. Os funcionários da escuderia enfrentaram atrasos em seus voos dos Estados Unidos para o Brasil, o que afetou o trabalho dos mecânicos nos carros pilotados pelo brasileiro Hélio Castroneves e pelos australianos Will Power e Ryan Briscoe.

Além da montagem dos carros, as equipes da Indy realizaram nesta sexta-feira, no circuito do Anhembi, várias reuniões com seus pilotos para a tomada de decisões importantes para os treinos deste sábado, quando serão disputadas duas sessões livres e uma de classificação, e para a corrida de domingo, cuja largada está programada para acontecer às 13 horas.

PISTA LIBERADA - Como as ruas onde será realizada a corrida já estão interditadas, alguns carros "especiais" foram para a pista em eventos promocionais na tarde desta sexta-feira. Com vaga para duas pessoas no cockpit, eles foram pilotados pelos brasileiros Tony Kanaan e Bia Figueiredo, além do norte-americano Al Unser Jr., campeão da categoria em 1990 e 1994.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula Indy

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.