Érika é do Macaé, por R$ 450 mil

Depois de meses de indefinição, a ponta Érika, que ficou fora da seleção brasileira de vôlei, fechou um gordo contrato com a Oi/Macaé. A jogadora, de 25 anos e 1,79 m, chegou a se interessar por propostas da Rússia e Suíça, mas só conseguiu fechar com o time carioca, um dos últimos da Superliga. No fim, se deu bem: vai embolsar R$ 450 mil - no Finasa/Osasco, na temporada passada, ganhou R$ 400 mil. No ranking nacional, Érika vale 7 pontos. Cada time só pode somar 32 e, no Osasco, Mari e Valeskinha também valem 7 pontos. Com as equipes já montadas e os pontos distribuídos, restou a Érika jogar no Macaé, que se reforça, ainda, com a levantadora Marcelle, da seleção, além de Elisângela, Fofinha, Verê e Mari Helen, ex-Pinheiros, maior pontuadora da última Superliga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.