Érika pode ir para o CSKA de Moscou

A atacante Érika pode passar a próxima temporada no CSKA, de Moscou, atual campeão russo do vôlei feminino. A jogadora, de 25 anos, 1,79 m e 67 kg, campeã brasileira com o Finasa/Osasco, vale 7 pontos no ranking da Confederação Brasileira de Vôlei, o que dificulta encaixar-se num time nacional de ponta. Érika, que está de férias, também tem propostas de Suíça, Itália e Japão. "Minha prioridade não é sair do Brasil. Mas, se eu for, Moscou seria minha primeira opção. É meio frio, mas disseram que tem altos shows por lá. Só espero que nenhum mafioso se apaixone por mim e eu tenha de ficar para sempre", brincou. Érika está conversando com os pais antes de assinar com algum clube estrangeiro, decisão que terá de tomar até o fim da próxima semana. Admite que é difícil abrir mão do dinheiro que os russos estão colocando no mercado - receberia cerca de 350 mil euros por temporada. A atacante Paula Pequeno também tem proposta do vôlei russo, mas deve permanecer no Finasa/Osasco. "Mas minha prioridade nunca foi dinheiro. Quem sabe não passo um ano sem jogar?" Da seleção, Érika vai descansar em 2005. "São dores no joelho, nos pés... Dos meus 25 anos, passei 8 na seleção. Ainda mais trabalhando com o Bernardinho e o Zé Roberto, tão exigentes. Preciso de descanso para o corpo e a mente", justificou. Érika vai tocar a carreira como atacante. Desistiu, por enquanto, de ser levantadora. "Não dá para tentar fazer isso sozinha. Tenho certeza que seria uma excelente levantadora, mas sozinha, na cara dura, não posso encarar", explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.