Imagem Antero Greco
Colunista
Antero Greco
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Escolha corintiana

O Corinthians se meteu em sinuca de bico, por causa da fase horrorosa que vive no Campeonato Brasileiro. A diretoria se dividiu entre seguir o roteiro habitual de momentos como este ou quebrar parâmetros. No primeiro caso, o desfecho indicaria a demissão de Tite, caminho mais fácil; um time vai mal, o técnico pega o boné. Na segunda hipótese, seria estendida a mão ao professor, como ocorreu após a derrota para o Tolima, aquele episódio famoso em 2011 que começou como humilhação e culminou com o título continental. De novo, optou por segurar o técnico - e fez bem.

Antero Greco, O Estado de S.Paulo

18 de outubro de 2013 | 02h02

Abstraia a decisão da cartolagem alvinegra nesta crise e fique só com as evidências. Uma delas salta à vista: a equipe desandou na temporada, mesmo com a base vencedora de 2012. Se pegar, por exemplo, a escalação inicial da vitória diante do Chelsea, em dezembro passado, no Japão, poucos nomes diferem dos titulares atuais.

Só para relembrar, na época jogaram Cássio, Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Jorge Henrique, Danilo e Emerson; Guerrero, o autor do gol memorável, mais à frente. Saíram Chicão (cedido ao Flamengo), Jorge Henrique (dispensado e agora no Inter) e Paulinho (negociado com o Tottenham). De resto, com mais ou menos regularidade, os campeões são utilizados com frequência.

Some-se a eles uma dúzia de atletas contratados como opções para Tite nos desafios de 2013. O nome mais badalado é o de Pato, investimento de 40 e tantos milhões de reais. O moço veio para arrasar no ataque e se mantém mais no banco de reservas. Também chegaram Ibson, Maldonado, Gil (esse bem aproveitado), Cleber e outros.

Não deu liga, para ficar no popular. Mais do que isso, a turma da pesada, que ralou em períodos de seca, virou o fio. Gente importante como Danilo, Emerson, Alessandro, Romarinho (que já era da trupe) não rende agora como dez meses atrás. Não os acuso por falta de vontade, acomodação, descompromisso. Seria injusto com eles. Só que deixaram de jogar. É um fato.

Como o grupo decaiu, buscam-se culpados - e, claro, dentre eles há que se colocar Tite. O treinador teve méritos na montagem da equipe e ao fazê-la funcionar. Da mesma maneira deve ser cobrado pela quebra de ritmo. O desafio que se põe agora é: como reconstruir com inteligência e ousadia? E com Tite.

Critério. Nunca morri de amores pelo ranking da Fifa, aquela classificação mensal das seleções que a todo momento tem alguma surpresa. Sempre considerei estranhos os critérios para apurar quem está melhor e por quê. Os cálculos são tão inescrutáveis que parecem fórmula que contém segredos de estado. Acompanho a listinha mais por curiosidade e por divertimento.

Pois não é que servirá para definir os cabeças de chave no sorteio da Copa de 2014?! De novo. Vale, pela dona da bola, a colocação deste mês, divulgada ontem. Assim, Colômbia, Bélgica e Suíça ficarão no pote principal na cerimônia de dezembro. Itália, tetracampeã mundial e duas vezes vice, mas 11.ª colocada, entra como coadjuvante, como a Inglaterra e a França.

Critérios são discutíveis, e qualquer proposta receberá apoio e críticas. Entendo que, em Mundiais deveriam ser levados em conta história, retrospecto, resultados na competição. Já que hoje em dia se prezam tanto os números, por que não ter classificação das seleções ao longo das Copas, com pontos e bônus por participação, vitórias, fases superadas, semifinais, finais, títulos?

A Fifa é insondável.

Olho nos preços. O governo criou um grupo para evitar abusos em tarifas durante a Copa, de hotéis a bilhetes de avião, passando pelos preços de lanches nos estádios. Se houver exagero, ocorrerá intervenção. O que é exagero? Pra mim, cobrar 10 reais por um cachorro quente é absurdo, talvez não vejam assim os fiscais. Isso significa que o consumidor que se vire e trate de driblar extorsões por conta própria. E boa sorte.

Tudo o que sabemos sobre:
Antero Greco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.